O ballet infantil aliado a psicomotricidade

O ballet infantil aliado a psicomotricidade

ballet-infantil1

A psicomotricidade é uma área de pesquisa do movimento corporal como mediador entre os mundos internos e externos do ser humano. Sendo o mundo interno nossas experiências (vivências) e o mundo externo tudo aquilo que está fora (objetos, animais, natureza, pessoas e os sistemas de organização da sociedade).

A mediação entre esses dois mundos é realizada através da personalidade e o corpo em movimento. Constituindo a forma como pensamos, nos expressamos e nos movimentamos. É um corpo que sente, é um corpo que pensa e é um corpo que age.

O ballet clássico trabalha: técnica, musicalidade e interpretação. O aluno interpreta aquilo que está escutando e expressa através do movimento. O ballet ensina a ter disciplina, desenvolve a socialização e permite que leve a experiência da dança para a vida.

Muitas crianças praticam esta atividade por recomendações médicas, e aliando a psicomotricidade, ajuda a prevenir ou tratar algumas dificuldades que a criança possui (postura, timidez, coordenação e dentre outros), sendo um fator importantíssimo.

As aulas de ballet auxiliam as crianças a desenvolverem:

  • Postura ereta;
  • Pisada correta;
  • Equilíbrio;
  • Lateralidade;
  • Estrutura espacial e temporal;
  • Musicalidade e ritmo;
  • Coordenação;
  • Memorização e entre outros.

Ajudando por meio da dança, a achar uma relação entre o corpo e sua existência. Trazendo vários benefícios para as crianças e estimulando a desenvolver os aspectos emocionais e motores.

Incentive o ballet na infância e observe o quanto a psicomotricidade melhorará no desenvolvimento da criança, possibilitando-a um melhor conhecimento do seu corpo e de seus sentimentos.

Qualquer dúvida, nos escreva. Será um prazer ajudá-lo.


Adicionar Comentário

1 Comentário

  1. Edilia Costa disse:

    Olá, realmente o ballet é maravilhoso, ajuda na disciplina, na timidez, concentração e é muito mais como foi dito acima… Muito feliz e satisfeita.

Deixe o seu comentário!