A importância de um plié

A importância de um plié

plié4.ed

No post de hoje abordaremos um dos passos mais importantes na técnica clássica: o Plié. Você já parou para pensar qual é a sua importância e o quanto ele é fundamental para sua dança?! Você sabe quais musculaturas estão sendo trabalhadas e se está utilizando de forma correta?

plié3

O plié é um dos principais passos trabalhados em aula, praticado por todos os níveis de aprendizagem e é fundamental para a execução das piruetas, saltos, baterias e movimentos de transição. Por mais simples que possa aparentar ser, é um exercício que se comete muitos erros, não consiste em somente dobrar os joelhos como se estivesse sentando, exige muita concentração e controle da musculatura do corpo, para torná-lo harmonioso e poderoso.

O passo ocorre quando flexionamos (dobramos) os joelhos em direção ao chão, realizando de forma continua e suave, trabalhando o alongamento, a flexibilidade, a rotação da coxa em en’dehors (imagem abaixo) e o controle e a sustentação do movimento.

endehors1

Existem dois tipos de plié: o demi-plié e o grand-plié. Quando iniciamos o demi-plié, a abertura da perna ocorre de forma encaixada, mantendo o quadril, a pélvis e a coluna neutra. O movimento é controlado pelos músculos do quadríceps, tendo uma grande contribuição dos adutores para controlar a gravidade e a rotação para fora (en’dehors) e para baixo.

No demi-plié o calcanhar deve estar em contato com o chão, mantendo o alinhamento do joelho com o segundo dedo do pé, e o peso das articulações, das costas, da coluna e do sacro devem estar alinhados e distribuídos no centro. Cuidado para o arco do pé não cair para o primeiro dedo.

plié1

Quando iniciamos o grand-plié (nos referimos a uma grande flexão), o calcanhar sai do chão somente quando o tendão atinge o seu limite de flexibilidade, é essencial que mantenha o calcanhar o máximo do tempo no chão para trabalhar o alongamento da musculatura e dos tendões. O bailarino não pode se esquecer do alinhamento dos pés, dos joelhos e do quadril na flexão. Este exercício trabalha a coordenação e o equilíbrio do bailarino.

plié2

O plié não pode ser realizado de forma tensionada e não é um exercício para sentir dores no quadril, nos joelhos e nos tendões. Cuide e respeite o seu plié, se for feito de forma incorreta pode ocasionar lesões no futuro.

Qualquer dúvida, nos escreva.


Adicionar Comentário

0 Comentários

Deixe o seu comentário!